Policiais Civis da 7ªDRPC cumpriram mandado de prisão contra Aguinaldo de Oliveira, réu confesso da morte de Genésio da Silva, morador de Baraúna/PB.


Policiais Civis da 7ª DRPC, sob o comando do Delegado Regional João Joaldo e da Delegada Dianni Regina, com o auxílio dos Comissários Zé Carlos e Franklin Basilio cumpriram mandado de Prisão contraAGUINALDO DE OLIVEIRA SANTOS,  conhecido por "NENÉM", com 18 anos, nascido aos 06/06/1994, ajudante de serviços Gerais, residente na cidade de Baraúna/PB o qual assumiu que matou no dia 13 de julho deste ano, o sr. Genésio da Silva Rodrigues, de 34 anos, agricultor.

Segundo a versão do réu, ele não gostava da vítima pois em certa ocasião Genésio havia discutido com seu genitor e que no dia do fato estavam ambos no mesmo bar e quando estava se dirigindo para sua casa próximo da meia noite encontrou com Genésio logo a frente que se virou e começou a dizer: "Você e seu pai não presta, vou matá-los!", não aguentando a raiva que tinha dentro de si contra Genésio começou a correr atrás de Genésio vindo a cair uma vez devido ao efeito do álcool que havia ingerido vindo a alcança-lo. Informou ainda que deu uma "gravata" em Genésio e o arrastou pelo mato até perto do ginásio, após este fato esganou o seu pescoço até a morte e colocou um tufo de capim na boca da vítima.
Aguinaldo encontra-se na cadeia pública de Picuí a disposição da justiça local.