Sequestro de adolescente na cidade do Damião/PB; Vítima é encontrada NUA e DESMAIADA.



Uma estudante de 15 anos foi sequestrada na noite desta sexta-feira (23), quando retornava da escola para casa. O crime ocorreu na cidade de Damião (localizada no Agreste paraibano). O acusado, que é seu ex-namorado identificado como sendo Genilso Barbosa Pontes, 20 anos, foi preso em flagrante. Adolescente foi encontrada desmaiada e sem roupas dentro de um matagal, na manhã deste sábado (24), conforme informou a Polícia Civil.
De acordo com Beto Barbosa, Agente de Investigação da Delegacia de Cuité, o veículo escolar pertencente à Prefeitura Municipal de Damião retornava para a zona rural da cidade, quando em um trecho da rodovia se deparou com uma barricada feita por pedras.
Segundo o agente, “ao avistar as pedras o motorista do carro parou e foi tentar retirar o material do caminho. Neste momento, um homem armado saiu do matagal e entrou no veículo a procura da jovem. Quando ele encontrou a vítima, a retirou o veículo de forma agressiva entrou no mato com a estudante”.
Desesperado, o motorista acionou a Polícia Militar da cidade que iniciou as buscas pela região. Foram feitas diligências em parceira com a Polícia Civil de Cuité e horas depois a vítima foi encontrada debilitada e nua. “Encontramos a jovem desmaiada dentro do matagal. A gente acordou a estudante, mas ela estava muito confusa. Ela estava sem roupas”, adiantou o agente.
Após investigações, os policiais confirmaram que o garçom Genilso Barbosa – que reside em João Pessoa - seria o mandante do sequestro. Ele foi preso em um assentamento da zona rural de Damião.
Familiares da estudante disseram que essa é a terceira vez que Genilson tenta sequestrar a estudante por não aceitar o fim do relacionamento. “A moça era mantida refém por um comparsa do suspeito que ao perceber a aproximação da polícia fugiu pelo matagal”, comentou Beto Barbosa.
Genilso Barbosa foi encaminhado para a Cadeia Pública de Cuité e, segundo a Polícia Civil, vai responder por sequestro qualificado. A estudante será submetida a exames para confirmar se houve estupro. 

Hyldo Pinheiro- Portal Correio.