sábado, 28 de setembro de 2013

Operação Impunidade Zero: Policiais Civis da Paraíba prendem 03 acusados da morte de Thiaguinho Celular de Nova Floresta. Motivo do crime seria dívidas.

O Delegado DURVAL BARROS, com sua equipe, Escrivão PÉRICLES e Agente GILVAN, da Delegacia de Cuité, cumpriram dois (02) Mandados de Prisões Temporárias, na cidade de Nova Floresta, que foram expedidos pelo Juiz de Direito ISAAC TORRES TRIGUEIRO DE BRITO, da 1ª Vara Criminal de Cuité.
Um terceiro Mandado foi cumprido na cidade de Campina Grande, também expedido pelo mesmo Juiz de Direito, trabalho comandado pela Delegada Dra. CASSANDRA e sua equipe da Delegacia de Homicídiode Campina Grande.  

Foram presos em Nova Floresta MARCOS VINÍCIUS DE OLIVEIRA RAMOS, conhecido por MARQUINHO DE MARIQUINHA e MÁRCIO DE SOUZA SILVA,  já  em Campina Grande foi preso MARICLÉCIL LEAL DOS SANTOS,  todos posteriormente recolhidos no Presídio de Cuité.
A Prisão Temporária foi decretada pelo prazo de trinta (30) dias, podendo ser prorrogada por mais trinta (30), dependendo da necessidade das investigações, em razão de fortes indícios de autoria/ou participação dos Representados nos Autos do Inquérito Policial que apura o crime de homicídio do qual foi vítima o comerciante TIAGO DA COSTA LIRA, conhecido por TIAGUINHO CELULAR, assassinado no dia 05 de maio de 2013, na cidade de Nova Floresta.

Há quatro (04) meses o Delegado DURVAL BARROS, vem investigando o misterioso crime, concluindo de que entre a vítima e os indiciados MARCOS VENÍCIUS DE OLIVEIRA RAMOS, conhecido por MARQUINHO DE MARIQUINHA  e  MARICLÉCIL LEAL DOS SANTOS,  aquele devia importância de R$ 4.000,00 (quatro mil reais) a vítima, proveniente da compra de um som de veículo e, este, a importância de R$ 6.000,00 (seis mil reais), proveniente da compra de uma moto.
A vítima TIAGUINHO, no dia 05 de maio de 2013, foi atraído para uma rua deserta, na cidade de Nova Floresta, onde foi executado com quatro (04) disparos de arma de fogo, dentro do seu veículo, um Honda civic de cor azul. ]
Pela análise do Sigilo Telefônico, ficou evidenciado de MARQUINHO DE MARIQUINHA, 12 minutos antes do crime, efetuou uma ligação celular para a vítima TIAGUINHO, e logo após foi visto no interior do Honda civic com a vítima. 

O autor do crime pilotava uma moto de cor vermelha, sem capacete e há poucos minutos do crime, MARQUINHO DE MARIQUINHA havia saído de um Bar em companhia MÁRCIO DE SOUZA SILVA,  este pilotando uma moto de cor vermelha, inclusive, o crime ocorreu na mesma rua em que reside.

Na parte da manhã do mesmo dia 05 de maio, MARQUINHO DE MARIQUINHA tentou atrair a vítima, através de ligação celular, para a cidade Barra de Santa Rosa, onde estava se realizando um evento de Hally de moto, ao mesmo tempo que efetuou ligação para o amigo MÁRCIO DE SOUZA SILVA, bem como, ligação para MARICLÉCIL LEAL DOS SANTOS,  conhecido por CLECIL DA ACADEMIA.
Depois crime,  outras ligações tiveram início entre o trio, todas  efetuadas uma após a outra, com espaço de apenas minutos, fato que caracterizam fortes indícios de autoria e/ou participação no delito em análise.

O Delegado DURVAL BARROS, está comandando as investigações dos crimes ocorridos em Nova Floresta, sem autoria definida desde o ano de 2010 e afirma:  “A sociedade de Nova Floresta não pode continuar assistindo os capítulos da novela da impunidade e por esta razão denominamos OPERAÇÃO IMPUNIDADE ZERO”, finalizou a Autoridade Policial.


No prazo de trinta (30) dias, podendo ser prorrogado por mais trinta (30) dias, a Autoridade Policial, dependendo das investigações, representará pela Prisão Preventiva dos investigados e outros que aparecerem no decorrer das investigações. 

A ação Policial faz parte das Normas Administrativa do Delegado da 13ª  Seccional, com Sede em Picuí, JOÃO JOALDO FERREIRA,  que tem como objetivo elucidar os crimes de homicídios ocorridos em Nova Floresta nos anos 2011 (nove homicídios), 2012 (quatro homicídios) e em 2003 (três homicídios).


Quem tiver mais informações sobre este crime ou da vida dos acusados pode enviar suas denuncias pelo 197- disque Denuncia da Polícia Civil, ou deixar o seu comentário nesta página.