Membros da gangue de Tano morrem após confronto com a polícia na zona Rural de Alagoa Nova/PB


Policiais Civis de Areia juntamente com o GTE e o Núcleo de Homicídios de Esperança realizaram uma operação na tarde deste domingo, 27 de dezembro com intuito de prender, José Apolinário e Tano, após receberem informações de que os mesmos estariam na zona rural de Alagoa Nova.

Após as equipes se dirigirem até o sítio "Urucu", a polícia foi recebida a bala por José Apolinário e uma mulher identificada em seguida como Anita Flávia, 21 anos.
Neste instante a polícia teve que revidar vindo a atingir Anita e Apolinário, após verificar que a localidade estava segura a polícia socorreu de imediato os acusados, vindo a falecer no hospital municipal de alagoa Nova.

Alguns policiais conseguiram ver Tano fugindo por dentro do matagal já distante, mas como a situação beneficiava o acusado as equipes tiveram que deixar para uma próxima oportunidade mais favorável para realizar a sua prisão.

Apolinário é acusado juntamente com Tano de realizar a execução de um comerciante de Matinhas alguns meses atrás, além de diversos crimes de roubo, execução, estupros, nas zonas rurais de Alagoa Nova, Matinhas, Areia e Remígio.

Segundo a polícia foram encontrados no local Informações ainda não confirmadas pela PC dão conta de que com Apolinário foram encontrados um rádio transmissor, uma espingarda calibre “12” e um revólver calibre “38”.